Depressão

Captura de Tela 2014-04-11 às 21.25.11

Quinta, 24 de abril de 2014

Toda vez que chego a Londres, fico meio deprimido. Meio deprimido com as nossas cidades. Por que será que nós não cuidamos delas? Por que será que as calçadas são esburacadas, o asfalto é vagabundo, as lixeiras toscas e vagabundas, os pontos de ônibus sem informação, os ônibus péssimos, tudo ruim? Será que merecemos. Quem são os culpados? Os prefeitos? Nós? Acho que todo mundo. O brasileiro parece que não tem amor pela cidade. Cuida da casa e o que está fora de casa, é lixo. Talvez seja por isso que andamos em Londres e vemos tanta gente aproveitando, vivendo a cidade. Os pubs cheios, os cafés cheios, as ruas, todo mundo pra lá e pra cá. Nós nos conformamos com aquele esquema ap, garagem, automóvel, shopping. Quando resolvemos ir a praia, são aqueles 250 quilômetros de engarrafamento que o Jornal Nacional anuncia. A gente não vê um buraco nas calçadas, as lixeiras são sólidas e bonitas, todas as classes andam de metrô e de ônibus. Onde foi que nós erramos? Será que a vida em Santa Rita do Sapucaí, em Conceição do Mato Dentro é melhor que a vida das metrópoles. Quando eu era menino e morava em Brasília, quando inaugurou, eu acreditava que viveria para ver uma cidade bonita como Brasília anunciava. Mas hoje, volto a Brasília e vejo a cidade aos frangalhos. Decadente, pessimamente acabada, descascando, descolando. Um desastre. Claro que existem ilhas de fantasia, como em São Paulo. Lá temos o shopping Cidade Jardim e o shopping JK. E uma rua chamada Oscar Freire que, no fundo no fundo, é apenas metida a besta. Onde foi que erramos que não colocamos o lixo no lugar certo, que pixamos os pontos de ônibus, que colocamos fogo nas lixeiras de plástico vagabundo?

Se ontem falei dos jornais gratuitos em Paris, hoje a história é outra. Londres está transbordando de jornais. Grandes, bonitos. Todo mundo nos vagões do metrô lendo jornais que compraram nas lojas porque aqui banca não há. The Independent, The Times, The Guardian. E a New Cientist lá dependurada sempre anunciando uma novidade na capa. Mas confesso que não consigo entender como tem gente lendo o Sun. Um jornal escandaloso, feio, assustador. Porque será que os ingleses, tão elegantes, gostam do Sun e suas Notícias Populares? Onde foi que eles erraram?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s