PRESO POLÍTICO

Havia muitos naquela época quando deixei o Brasil pela primeira vez para morar em Paris. Eram chamados de terroristas, guerrilheiros, vermelhos ou comunistas. Iam sendo caçados em seus esconderijos e jogados em porões escuros. De vez em quando, uma fotografia em preto e branco aparecia nos jornais, algumas dezenas deles posando como fosse um enorme time de futebol. Estavam indo embora, sendo trocados por um figurão da política internacional, sequestrado pelos companheiros que ainda não tinha caído nas garras dos militares. Uma música rodava na vitrola e nos enchia de emoção, era Gil cantando Não Chore Mais em português, que chegava a ser melhor que o original em inglês do jamaicano Bob Marley: “Amigos presos, amigos sumindo pra nunca mais”. Foram muitos, todos presos políticos. Os jornais eram censurados, e presos mortos muitas vezes apareciam nas manchetes como se tivessem sido atropelados. Os leitores se espantavam com aquelas receitas de bolos que nunca davam certo, em plena página que não era do suplemento feminino, onde normalmente apareciam as receitas de bolos. Na Veja, apareciam diabinhos e arvorezinha, símbolo da Editora Globo, nos lugares mais bizarros. No jornal opinião, eram espaços ora brancos, ora pretos. Vivíamos uma ditadura ferrenha. Hoje, ninguém mais sabe o que vivemos, isolados em cômodos de uma cada da mãe Joana. E hoje temos apenas um preso político, condenado sem provas por um golpe silencioso e cruel, em comum acordo com a mídia, outrora combativa, com o Supremo, com tudo. Florença está sempre silenciosa nas manhãs que se despedem do inverno. Se você passar numa banca de jornal e comprar o jornal Manifesto, vai encontrar lá uma notícia em uma coluna dizendo que o argentino Adolfo Pérez Esquivel, ativista político, está sugerindo o nome do único preso político brasileiro para o Prêmio Nobel da Paz de 2018.

A FOTO DE HOJE

Muro de uma ruela em Florença, na Itália

[foto Alberto Villas]

2 comentários em “PRESO POLÍTICO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s