O TRAUMA

O livro foi capa do jornal francês Libération e, além de capa, ganhou três páginas no suplemento Le Monde dês Livres de um dos jornais mais importantes do mundo. Le Lambeau, do jornalista Philippe

Lançon chega às livrarias com a promessa de se tornar um best-seller, de levar prêmios importantes durante 2018 e de ser considerado – como dizem os franceses – o livro choc do ano. Lançon estava na redação do jornal satírico Charlie Hebdo naquele 7 de janeiro de 2015 quando terroristas, armados até os dentes, entraram atirando e dizimaram praticamente toda a redação do jornalzinho, vingança contra as piadas com Maomé. Lançon estava ao lado do cartunista Cabu, mostrando a ele um desenho, quando o massacre começou. Só Deus sabe como ele sobreviveu. Três anos depois, o sobrevivente resolveu contar a sua história de como conseguiu sobreviver, principalmente depois do massacre. Cada palavra foi escolhida a dedo para transformar um poço até aqui de mágoa. São fragmentos de um pensamento equilibrado e muito coerente com o mundo em que vivemos. Esperamos que o livro, publicado na França pela Gallimard, uma das editoras mais importantes da Europa, chegue ao Brasil para se juntar ao O pai da menina morta, de Tiago Ferro, publicado recentemente pela Todavia, em que ele faz – em forma de romance – um inventário da vida depois da morte de sua filha Manuela, a Manu, de nove anos. Duas obras que se casam de uma maneira emocional surpreendente.

…………………………………………

A FOTO DE HOJE

A primavera vem chegado em Florença.

[foto Alberto Villas]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s