SIMPLES ASSIM

Viajando pelo mundo, a gente encontra os mais diversos tipos físicos. Tem branco, tem preto, tem asiático, tem alto, tem baixo, tem índio, tem mulato, tem gordo, tem magro, tem gente de Paris, de Estocolmo, de Buenos Aires, de Los Angeles, do Zâmbia, do Zaire. A gente vê todo tipo de arquitetura e de comida. Tem uma fruta chamada lulo na Colômbia, pros americanos o maracujá chama-se fruto da paixão, pros franceses o romã é granada e a mexerica tem o simpático nome de clementine. Mas o que mais me impressiona são as coisas simples, que podem estar na ponta dos dedos não importa se nos dedos de um africano ou um nórdico. Em qualquer lugar do planeta que você for, vai ver estacionado na rua um carro sujo e alguém que passou e escreveu com o dedo “Lave-me”. Em italiano, “lavami”.

[foto Alberto Villas]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s