SENTA QUE LÁ VEM HISTÓRIA

Paris vive um maio de 2018 sereno, em comparação com aquele de cinquenta anos atrás. Sim, temos perturbações no metrô, nas linhas de ônibus, nas estações de ferro, nos aeroportos. Mas são greves naturais que fazem parte de uma democracia. No Quartier Latin, palco outrora de guerra, reina a paz. As ruas estão impecavelmente asfaltadas e, nas ruas de pedra, não há nenhuma fora do lugar. Mas, no ar da cidade, há um cheiro forte de História. Maio de 68 foi uma revolução que mudou os costumes, visíveis hoje em todos os cantos. As conquistas pela frente ainda são inúmeras, mas o que ficou, ficou. O clima de História está nas livrarias, nas bancas de jornais e nas exposições pela cidade. Nas livrarias, dezenas e dezenas de livros contam como foi aquele momento que vivemos e que está fazendo cinquenta anos. Livros e mais livros são expostos em prateleiras especiais, nas vitrines e dá gosto ver, na fila para pagar, as pessoas levando esse capítulo tão importante pra casa. Livros sobre o legado, sobre as mulheres de 68, os ícones, os cartazes, as fotografias, os estudantes, a época em que vivemos, uma época em que o homem nem tinha ido à lua ainda. Nas bancas de jornais, são raras as publicações que não saíram com números especiais sobre Maio de 68. Nos buquinistas à beira do Sena, ainda sobraram alguns números,  daquela época, das revistas Paris Match, L’Express, Le Nouvel Observateur e tantas outras, pela bagatela de 50 euros o exemplar, cerca de 240 reais. 1968, se todos fossem iguais a você, seria tão fácil viver…

Livraria Fnac, Forum des Halles

[foto Alberto Villas]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s