A HORA DO CLICK

Gosto de fotografar, não é de hoje. Comecei a fotografar ainda jovem, cabeludo, os flagrantes da vida. Por exemplo, uma viagem na caçamba de um caminhão, de carona rumo ao carnaval de Salvador. Fotos ainda com filme Kodak em preto e branco que, infelizmente se perderam com o tempo. Hoje temos o blog, o face, fotos automáticas que não precisam passar cinco dias úteis numa loja de revelação. Minhas filhas e meu filho vivem dizendo que posto muito, sim posto muito. Gosto de mostrar pequenos detalhes importantes de todos nós. Até mesmo as curiosas beringelas de Bangladesh no Mercado Centrale de Firenze já mostrei pra vocês. Mas o que chega até a casa de cada um é, muitas vezes, um trabalho de observação e sorte. Tem mais de um mês e meio que estou em Florença tentando fotografar – e direito – os ônibus escolares da cidade, que passam com seus alunos em algazarra, dando tchao pra gente. E não consigo. São lindos, amarelos, antigos, que me fazem lembrar aqueles velhos ônibus americanos que às vezes ainda aparecem na Sessão da Tarde. Nunca peguei um parado para que pudesse me concentrar e fazer a foto que gosto de fazer. Quando vejo, ele já passou. Fico, então, devendo essa foto. Acho que até o fim de nossa estadia por aqui, eu consigo. Deixo hoje apenas um dos flagrantes que não consegui fazer. O ônibus passando e eu ali, meio perdido na calçada, decepcionado, em busca do click perfeito.

[foto Alberto Villas]

2 comentários em “A HORA DO CLICK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s