CHEGA DE SAUDADE

Tinha eu oito anos de idade quando chegou às lojas de discos o vinil do baiano João Gilberto, Chega de Saudade. Não me lembro se meu pai comprou ou não, talvez sim. Talvez sim porque ele sabia de cor e salteado a canção que diz assim: “Aos pés da Santa Cruz você se ajoelhou/e em nome de Jesus/um grande amor você jurou/Jurou mas não cumpriu/Fingiu e me enganou/Pra mim você mentiu/pra Deus você pecou”. O disco está fazendo sessenta anos nesse agosto de 2018, proibido de ser reeditado no Brasil por determinação da Justiça, de um processo entre João e a gravadora. Fico aqui ajoelhado aos pés da Santa Cruz, a gravadora Audiophile Clear Vinil, que relançou o disco histórico de João Gilberto nos Estados Unidos e na França. E agradeço a sorte de ter entrado na Fnac Rue de Rennes e encontrado, escondidinho na prateleira de World Music, o vinil novinho em folha, curiosamente transparente. É tempo de ouvir Lobo Bobo, Maria Ninguém, É luxo só, Manhã de Carnaval, Ho-Ba-La-La, além de Aos pés da cruz e Chega de saudade!

[foto Alberto Villas]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s