O PACTO

A imprensa brasileira, claro que com algumas raras exceções, parece que fez um pacto com o novo governo eleito em outubro passado. De repente, uma amnésia geral. Ninguém mais lembra que o presidente eleito, de extrema direita, homenageou em rede nacional, ao vivo, um dos maiores torturadores que já tivemos na nossa História. Esqueceram que ele prometeu mandar pro exílio oposicionistas e metralhar metralhas. Esqueceu que ele defende que o salário da mulher deve ser menor que o do homem e que não se deve estuprar mulher feia. Sem contar que o peso dos quilombolas é em arroba e que ele quer um país sem a Folha de S.Paulo. De repente, o ultra-direitista virou um estadista da maior importância, juntamente com sua turma. Canais de televisão, pagas ou não, anunciam com alarde que “esta noite vamos entrevistar, com exclusividade, Flávio Bolsonaro”. Como se esse político de quinta categoria fosse alguém com um pensamento certeiro e importante. Entrevistam Mourão, Onyx, Moro, essa turma toda como se fosse um grande furo de reportagem. Confesso, sinceramente, que ouvir essas pessoas, não me acrescenta em nada. Quando é que vão entrevistar a oposição para fazer jus ao primeiro mandamento da Bíblia do Jornalismo que é ouvir o outro lado? [AV]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s