NEXO

Fazer títulos é uma arte. Cativar o leitor para a leitura da matéria é a pedra fundamental para um bom título. Um exemplo. Vi, um dia, o título “Cuidado, tinta fresca!”. Comecei a ler a matéria e vi que tratava-se de falsificação de quadros de gênios dia pintura. Talvez tenha sido este um dos melhores que vi. Já fiz milhares de títulos por ai. O que nunca me esqueço foi um que lavrei na certeza de não passar pelo crivo do editor-chefe de Internacional do Estadão, onde eu cuidava da coluna Pelo Mundo, um apanhado de notinhas que não tínhamos onde enfiar. Chegou pelo telex a foto de três carabineiros encurralando uma onça num parque da capital italiana. Ela havia fugido de um circo e estava bem assustada, mostrando os dentes e as garras. O título que dei foi “Roma de Felino”. Passou! Saiu impresso no Estadão e eu o guardo como um troféu de início de carreira. Tudo isso para falar do título que saiu na edição de ontem no suplemento de turismo do jornal O Globo. A foto de uma performance de pinguins amarelos em fila na mas famosa ponte da capital Tcheca caiu nas mãos do editor e ele, para aproveitar a curiosa e inusitada foto, titulou: “Assim caminha Praga”. A princípio, achei que era delírio do tituleiro para não desperdiçar a foto, que é boa. Mas, ao ler a matéria, percebi que ela faz sentido, já que o assunto é a invasão da arte contemporânea numa das cidades mais tradicionais e glamurosas do mundo. Rendi-me ao título e guardei na minha coleção. Assim caminham as boas ideias…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s