E EIS QUE CHEGA A RODA VIVA

Não estou aqui para defender Bruno Covas, o prefeito de São Paulo. Estou aqui apenas para fazer algumas observações sobre o programa Roda Viva apresentado pela TV Cultura na noite de segunda-feira, dia 27. Bruno Covas passou recentemente pela sétima sessão de quimioterapia, no combate que faz a um câncer e lá estava ele, no centro da roda viva, respondendo a cada pergunta de uma bancada composta exclusivamente por jornalistas. Preocupados com a repercussão nas redes sociais, eles tentavam fazer perguntas quentes ou embaraçosas, deixando claro que precisavam de uma manchete pra estampar no seu jornal e nenhuma crítica nas redes sociais. Quem vai ser o seu vice nas eleições de outubro? Estavam todos eles sedentos por uma resposta. Essa seria a manchete dos sonhos. Mas o problema maior não está ai. O programa Roda Viva monta, toda semana, uma bancada, quase sempre de jornalistas da chamada grande imprensa: Folha, Estadão, O Globo, Valor, Veja e Época. Na noite de segunda-feira, se o prefeito Bruno Covas invertesse o jogo e perguntasse a cada um dos entrevistadores, há quanto tempo não andam de ônibus, as respostas seriam constrangedoras. Eu, pessoalmente, conheço jornalistas que não entram num ônibus há mais de três décadas. Dai o desconhecimento. Sei perfeitamente que São Paulo tem mais de mil problemas de transporte urbano, mas eu pergunto: Será que os jornalistas sabem que uma boa parte da frota de São Paulo tem ar condicionado? Tem carregador para celular? Tem rampa para pessoas com dificuldade de locomoção? Que você pode carregar o seu bilhete único dentro do próprio ônibus? Que ele tem um dispositivo que impede andar com as portas abertas? Que o Jornal do Ônibus, colado no vidro, informa que estão sendo construídos inúmeros corredores de ônibus na cidade? E que, em breve, vai ser possível pagar a passagem com cartão de débito? Garanto que nenhum dos jornalistas ali presentes sabia disso. Eles só andam de automóvel. O Roda Viva peca ai. Quem deveria estar na bancada na noite de segunda-feira? Dou algumas dicas: um representante de moradores de bairro, um urbanista, um paisagista, um representante dos sem-teto, um motorista de ônibus, um gari, um estudante, um idoso, um representante de uma entidade que faz coleta seletiva de lixo, isso para citar alguns exemplos. Os jornalistas que estavam ali, com certeza, passam o dia na redação conversando ao telefone com suas fontes. Não colocam os pés na rua. Pelo menos foi o que pareceu. Repito: uma cidade como São Paulo, com seus milhões e milhões de moradores, tem milhões de problemas. Não é de hoje que o crescimento desordenado e caótico impera por aqui. A verdade é que Bruno Covas foi muito convincente em suas respostas. Não foi muito difícil. Além de insistir em quem será o seu vice, uma jornalista voltou ao assunto calçadas da cidade. Disse que não vê uma calçada sendo consertada. Para mostrar a ela, fotografei hoje cedo, terça-feira, dia 28, as calçadas que estão sendo arrumadas aqui na Lapa, onde moro. Começaram os trabalhos no sábado e a obra está a todo vapor. A Praça Cornélia, também aqui na Lapa, foi totalmente reformada, inclusive ganhando aparelhos de ginástica para a terceira idade. Resumo da ópera: Faltou no Roda Viva, gente que anda nas ruas da cidade. E sobraram jornalistas que vivem apenas nas redações.

As calçadas sendo consertadas na Rua Faustolo, na Lapa

A placa mostra que a obra é da prefeitura

[foto Bruno Covas/Reprodução TV Cultura]

[fotos obras/Alberto Villas]

2 comentários em “E EIS QUE CHEGA A RODA VIVA

  1. Bom dia Villas!

    Como vc bem mencionou no início, também não estou defendendo o Bruno Covas. Mas sua colocação foi divina! As pessoas precisam sair do seu conforto antes de sair por aí criticando o que não deve.
    Valeu Villas!! 🎵👊👆🎸

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s