QUE GREVE?

Se você perguntar para qualquer brasileiro que passa o dia jogado no sofá com o controle remoto da televisão nas mãos, como anda a greve dos petroleiros, ele vai simplesmente responder: “que greve?”. Pois saiba: 20 mil trabalhadores da Petrobras estão de braços cruzados há 14 dias em 108 unidades de 13 estados e 50 plataformas marítimas. O que não se explica é porque a imprensa brasileira resolveu ignorar o movimento, como se fosse um cartel. Ninguém dá. Fica aqui a pergunta: que jornalismo é este que escolhe notícias de acordo com o pensamento do dono? Os donos de jornais, revistas, canais de televisão, de rádios, é bem sabido, odeiam qualquer tipo de greve. Ainda guardam aquele rancor direitista de que greve é coisa de esquerdista, agitador, gente que só quer tumultuar. Os petroleiros estão em greve para evitar que a estatal seja rifada da noite pro dia, que demissões em massa ocorram e que os estrangeiros metam a mão no petróleo que, bem sabemos, é nosso. Onde estão os jornalistas, os editores-chefes que não perguntam a seus patrões o motivo do silêncio em torno da greve dos petroleiros? Talvez se algum mais ousado perguntar, certamente vai ouvir a mesma resposta daquele que está jogado no sofá com o controle remoto nas mãos: “que greve?” Mas, na noite de quinta-feira (13), o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, surgiu na tela da GloboNews, numa longa entrevista para dizer que “a greve dos petroleiros é política”. Alguém conhece alguma greve que não seja política?

 

[fotos Reprodução]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s