YES, NÓS TEMOS BANANAS!

Os jornalistas que cobrem o pitstop que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido e sem vergonha) faz todos os dias na porta do palácio onde mora, estão fazendo papel de palhaço. Todo dia ele chega sorridente, como se estivesse tudo bem com o país e com ele e, depois de fazer um agrado a seus fiéis, costuma xingar os repórteres, humilhá-los, desmoralizá-los e, às vezes, mandar uma banana. Os jornalistas estão fazendo o papel daquela velha expressão “mulher de malandro”, que apanha mas não larga o osso. Horas depois, a humilhação pública vira notícia nas telas dos sites de informação e, no dia seguinte, estão impressas nos jornais que ainda sobrevivem ao formato papel. Em janeiro de 1984, depois de sofrerem humilhações do então presidente João Baptista Figueiredo – grosso como Bolsonaro – os repórteres fotográficos que cobriam política em Brasília, resolveram fazer um protesto. Quando o último presidente militar daqueles tempos tristes começou a descer a rampa do Planalto, todos colocaram suas câmeras no chão e a apenas um, o J.França, foi escalado para registrar o protesto. A fotografia entrou para a história com registro na primeira página da Folha de S.Paulo. Até quando, em pleno 2020, repórteres vão continuar fazendo papel de palhaço?

[fotos Reprodução]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s