MUDANÇA DE HÁBITO

Existe um velho ditado no Jornalismo que diz: num  jornal, numa revista, pode-se mudar tudo, menos o logotipo. Acredita-se que o logotipo é a vitrine consolidada do produto. Pode-se mudar todos os produtos da vitrine, mas a vitrine propriamente dita, não. No Brasil, muito raramente mudam-se as letras de uma marca de jornal ou revista. Elas sobrevivem impávidas até a morte. A Ilustrada, da Folha de S.Paulo, resolveu fugir à regra e tem surpreendido a cada dia os seus leitores. Se o jornal em si está emoldurado num formato rígido e burocrático, a capa da Ilustrada mais parece um território livre dentro de uma potência, o que é um bom exercício de criatividade e uma surpresa saudável para o leitor, a cada dia. No ano de 1986, ao ser lançado, o Caderno 2 do Estadão passou por experiência mais ou menos parecida. Se não mudava o logotipo, sua capa era sempre uma novidade dentro do velho e tradicional Estadão. Ao assumir a direção de redação, Augusto Nunes acabou com a brincadeira e transformou o Caderno 2 num produto como os outros, burocrático. A Ilustrada tem mudado quase que diariamente o seu  logotipo e o que é mais importante. Seu artigo de capa que sempre abriga um texto muito bom de se ler. Percebe-se que há um capricho ali. [AV]

[foto Reprodução]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s