IN MORO WE TRUST

O Brasil viveu uma das sextas-feiras mais agitadas dos últimos tempos. 24 de abril de 2020 vai entrar para a história. Foi o dia em que o ministro da Justiça Sergio Moro, demissionário, soltou os cachorros ao vivo e em cores na televisão. Seis horas depois, foi a vez do presidente da República, Jair Bolsonaro, ir à forra. Soltou também os seus cachorros, principalmente desmentindo o que o agora ex-ministro falara no final da manhã. Vinte horas e trinta minutos, três horas e meia depois do pronunciamento do presidente, o Jornal Nacional rodou a sua vinheta e anunciou que tinha, com exclusividade, as provas de que Moro, o cada vez mais candidato da emissora às eleições do longínquo 2022, estava com a razão. “Pedimos as provas para Sergio Moro e ele enviou ao Jornal Nacional, com exclusividade!”, bradou o apresentador William Bonner. As provas eram mensagens trocadas entre Moro e a deputada federal Carla Zambelli, afilhada do ministro que estava de partida. A Globo livrou a cara de Moro de estar mentindo, mas curiosamente, não informou se aquelas mensagens foram checadas, se eram verdadeiras. In Moro We Trust! No ano passado, o site The Intercept Brasil divulgou mensagens trocadas pela turma de Curitiba, inclusive do então juiz Sergio Moro, que foram sempre contestadas pela mesma TV Globo. Eram “mensagens obtidas de forma ilícita por hackers criminosos”, dizia Moro no mesmo Jornal Nacional. Fica aqui a pergunta: por que a Globo acredita nas mensagens de Moro e não acredita nas mensagens do Intercept? Todos desconfiam, não é mesmo?

[foto Reprodução/TV Globo]  

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s