VI E GOSTEI

Foi um belo programa para uma segunda-feira à noite. No centro da roda-viva estava o fotojornalista Sebastião Salgado, mesmo que à distância que a pandemia exige. Uma conversa serena, inteligente, tanto por parte do entrevistado como dos entrevistadores. Ninguém ali queria ser vedete, aparecer um mais que o outro. Salgado, um dos mais conceituados fotógrafos do mundo é um militante da natureza. A cada pergunta, fazia uma pequena palestra, inteligente, ia expondo seu pensamento. Como vê o mundo, o planeta Terra e seus habitantes. O homem que passa a vida com os olhos na lente, ao falar, mantem os olhos praticamente fechados. Foi uma aula, dessas que a gente assiste e sai de alma lavada. Ao comentar o risco que os povos indígenas correm, Salgado disse: “Temos um risco muito grande de um genocídio acontecer. Olha, na época da descoberta do Brasil, os cientistas calculam que devia ter entre quatro e cinco milhões de indígenas na Amazônia. Hoje, essa população é de 300 mil pessoas. Esses indígenas desapareceram através de doenças de brancos, que praticamente os dizimaram”. Quem não viu o Roda-Viva, que foi ao ar na TV Cultura, vale a pena ver de novo.   

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s