O FUTURO ESPERADO

Roula Khalaf, a redatora-chefe do jornal britânico Financial Times, um dos mais influentes do mundo, tem uma missão pela frente. Ela assumiu a direção do FT no início da pandemia e hoje tem apenas cinco pessoas trabalhando na redação. Trezentos e noventa e cinco estão em home office. Um cenário triste, o avesso daquele ambiente efervescente de uma redação. Nesses tempos de vírus, o número de assinantes online cresceu 75%. Hoje, o Financial Times tem 1,1 milhão de assinantes, sendo que 932 mil são assinantes virtuais. Nas bancas, vende pouco mais de 80 mil exemplares. Com a flexibilização lenta e gradual na Grã-Bretanha, a direção do jornal tem como pauta principal, começar a discutir o fim do jornal de papel. Isto vai acontecer, com certeza. Mais cedo ou mais tarde. 

[foto/Reprodução]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s