MUDANDO DE ASSUNTO

Pense em Chico Regueira. É o repórter da Rede Globo, juntamente com Manoel Soares, que mais chega perto do povo, do pobre. É ele que expõe a miséria vivendo lado a lado com a pandemia, encostada na fome e na tragédia. Na noite de quinta-feira (11), Chico Regueira mostrou um pedacinho do Brasil, brasileiros e brasileiras vivendo com um punhadinho de real que cabe entre dois dedos de uma mão. Entrevistou um homem que vive de catar coisas nas ruas, que nunca recebeu auxílio emergencial porque não tem documentos básicos, RG e CPF. É ele aquele invisível que só descobriram agora. E, na verdade, ainda não descobriram. Mostrou outro que vive dentro de um carro que é pura ferrugem e ferro velho. Mostrou mulheres que comiam um pouquinho melhor com o dinheiro das balas que vendiam antes da pandemia. Tristeza ali não tinha fim. A reportagem acabou sem fade, sem nada. Voltou para a apresentadora Mariana Gross, que substitui Renata Vasconcellos no feriado, e ela anunciou a queda nas Bolsas de Frankfurt, de Londres e de Paris. Tem alguma coisa errada aí. Uma reportagem de Chico Regueira não pode sair da miséria, da preocupação de brasileiros que não sabem se terão jantar ou um café com pão no dia seguinte, para mostrar a preocupação do mercado financeiro internacional. 

[fotos Reprodução TV Globo]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s