OITO E MEIA

Havia um certo frenesi nas redes sociais no início da noite de quinta-feira (18). Gente até pensando em pipoca e cerveja só pra assistir o Jornal Nacional. Pareciam alemães se preparando pra ver o videotape daquele sete a um ou franceses para ver aquele três a zero. Os torcedores queriam ver, com todos os detalhes, a prisão de Fabricio Queiroz e a queda de Abraham Weintraub. “Hoje eu quero ver o JN” era o que mais se ouvia nas alcovas. Oito e meia chegou e lá estava o que esperávamos. Helicópteros acompanhando o comboio de carros pretos levando o Queiroz pro xadrez, o presidente da República olhando para o vazio enquanto o Abraham pedia um abracinho. Depois de tanto sofrer, valia a pena sentar e ver o JN trazer boas novas. O jornal mais visto do país pecou apenas quando exibiu a live do presidente da República, encapotado como se estive sentindo calafrios e dizendo que prenderam o Queiroz “sem um mandado de prisão”. Poucos minutos antes, o JN havia mostrado em detalhes o mandado. Voltou para a apresentadora, que não contestou e seguiu adiante. Faltou dizer que o presidente estava enganado e mostrar novamente o mandado de prisão, inclusive com arte.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s