AMARELO FOLHA

O jornal Folha de S.Paulo lançou, no final de semana, uma campanha a favor da democracia. Um bom editorial na primeira página da edição de domingo, um caderno especial “O que foi a ditadura” bem feito, mudou o slogan de “um jornal a favor do Brasil” para “um jornal a favor da democracia”. Até ai, tudo bem. Mas a Folha quis ir além e ressuscitou a cor da diretas e lançou também – equivocadamente – o grito de “vista amarelo pela democracia”. Na época das diretas, nos idos dos anos 1980, Chico Buarque compôs “Pela Tabelas”, que dizia assim: “Oito horas e danço de blusa amarela/Minha cabeça talvez faça as pazes assim/Quando ouvi a cidade de noite batendo panelas/Pensei que era ela voltando pra/Minha cabeça de noite batendo panelas”. Mas o jogo virou em 2016, quando milhares de pessoas foram às ruas vestindo camisas amarelas, acompanhados de um pato gigante e também amarelo, armando um golpe para derrubar a presidenta Dilma Rousseff, democraticamente eleita. A camisa da seleção virou símbolo de uma direita raivosa e equivocada, aquela que acreditava que a solução para o Brasil era simples, tirar o Partido do Trabalhadores do poder. A Folha acredita que tem força para virar o jogo novamente. Desde domingo, vem insistindo e acreditando que o país vai vestir amarelo, agora em nome da democracia. Posso estar enganado, mas na minha opinião, o equívoco é enorme. O jornal já fez matéria até sobre cromoterapia e o significado do amarelo. Na segunda-feira, abriu espaço no Painel dos Leitores para publicar fotos enviadas por ele, mostrando a São Paulo amarela. Na edição desta quarta-feira (1), publicou uma matéria de página inteira lembrando a moda amarela, como você deve se vestir. Sorry, Folha, eu não acredito que essa moda pegue. 

[foto Reprodução]

Um comentário em “AMARELO FOLHA

  1. Oi Villas
    Também tenho minhas dúvidas.
    Mas acho que precisa dar certo, para tirar as cores da nossa bandeira da mão de um monte de raivosos fascistas, racistas e genocidas.
    Temos que recuperar o orgulho de sermos brasileiros, apesar do Coiso e do circuito de ódio e fascismo que circular ao redor dele.
    Vou torcer – muito – para dar certo e confesso que queria ver os demais órgãos de comunicação lutando essa mesma briga.
    O verde e amarelo são nossos, daqueles que pensam o Brasil social e justo, e não dos patos da Fiesp e da choldra que o apoiou quando do golpe de 2016.
    Abração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s