O SOL DO PRIMEIRO DIA DE DEZEMBRO

Doria estava se guardando pra quando a eleição passasse

Quem diria? Quem diria? Quem diria?

Neste ritmo, já dá pra fazer as contas e saber quando não teremos mais a floresta.

Na foto em destaque na primeira página, a justiça que, no Brasil, tarda e costuma falhar.

Quando ouvimos que o neto de Emerson Fittipaldi vai correr no próximo GP de Fórmula 1, ai sim, chegamos à conclusão de que estamos ficando velhos.

Passada a eleição, medidas contra o coronavírus foram tomadas

Loucura! Loucura! Loucura!

O governo federal só criando problemas com o tal negócio da China

Na foto em destaque na primeira página, os muros do Beco do Batman, em São Paulo, agora são apenas frases pintadas em protesto contra a morte de Nego Vila Madalena. E como doem.

No meio de tantas notícias, uma boa

A pandemia de coronavírus volta à manchete principal

Na primeira foto em destaque na primeira página, o novo anormal carioca

Na segunda foto em destaque, Bolsonaro e Fernández, numa live: muy amigos!

Chegou a hora, meu senior. O jornal francês Libération anuncia em sua capa a vacinação dos idosos para janeiro.

Cinco milhões de novos pobres é a manchete principal do jornal italiano La Repubblica.

A capa da revista espanhola El Viejo Topo, de cultura e pensamento de esquerda, mostra as relações no tal novo normal.

Love Life, por Adrian Tomine

Os jornais espanhóis circularam ontem com uma capa bancada pela prefeitura de Madri, chamando a atenção para o dever de cada cidadão no combate ao coronavírus.  ABC, El País, La Vanguardia, El Mundo, cada um com uma mensagem diferente.

A TV Cultura, ao colocar o prefeito reeleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, no centro da Roda Viva, na noite de ontem,  mostrou ao país o que é ser mineiro. Calil deu um show de mineirez, dizendo por exemplo: “O Zema num mi dá nada, quê qui cê que qui eu faça? Ir pro bar tomá cerveja com ele?” Foi muito divertido. Até mesmo a expressão ninho de guacho, o prefeito de BH ressuscitou. Vale a pena ver de novo sim, uai. 

A CNN Brasil, na tarde de ontem, deveria ter tirado o presidente da República do ar, quando começou a falar mentiras, afirmando que houve fraude nas eleições americanas, sem apresentar provas, como fizeram as emissoras americanas, o que foi festejado pela CNN Brasil. Bolsonaro que tinha fontes e que não ia dizer quais eram porque “vocês não publicam”. Era hora do apresentador dizer: “presidente, apresente suas provas que nós vamos colocar no ar aqui”. Preferiu o silêncio e continuar tocando o telejornal sem grandes alvoroços.

Nossa temperatura hoje é na capital do Amazonas, estado que bateu recorde em desmatamento, que subiu 9.5% em um ano.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s