PREVISÃO DO TEMPO

O pai dele era o poderoso chefão do Serviço de Meteorologia. Aparecia na TV Itacolomi a cada mudança de tempo e era zombado pela zebrinha do Fantástico quando a sua repartição errava feio dizendo que faria sol e dava chuva. No mercado da cidade era conhecido como manda-chuva por todos os barraqueiros. Era fanático pelo tempo. Bastava perguntar alguma coisa para ele, que saia falando, fazendo uma palestra, dando uma aula sobre cumulus, cirrus, stratus, lenticular,todas essas nuvens. Ele mesmo, o filho, sabia pouco de meteorologia. Não sabia sequer se gostava de chuva ou sol, de inverno ou verão, de ventania ou calmaria. Quando enxergava a frente fria chegando, lembrava do pai na televisão mostrando num mapa de cartolina de onde ela vinha, geralmente do sul. Andava com um guarda-chuva desses de cinco cruzeiros na mochila, caso o temporal o pegasse no meio do caminho. Pensando bem, era mais fã do inverno, daquele friozinho da noite, quando a mãe dele, mulher do meteorologista fazia uma sopa de macarrão com pedaços de musculo e a família comia com pão e manteiga Itambé. Ele gostava de escrever pequenos contos de noite, com as pernas enroladas num cobertor vermelho ouvindo no rádio um programa que só tocava músicas de Roberto Carlos. Queria que Teresa o aquecesse no inverno e que tudo mais fosse pro inferno.

Um comentário em “PREVISÃO DO TEMPO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s