PERGUNTANDO

Abro os olhos e antes de pular da cama me pergunto: será que hoje vai dar pra ir até a Praça John Lennon ver como está o abacateiro que lá plantei? Não sei. Esfrego o rosto, abraço o travesseiro e continuo perguntando: será que lá fora faz sol ou o céu está cinza chumbo? Laerte já deixou o hospital? Quantos mortos o Alan Severiano vai anunciar no Jornal Nacional, hoje à noite na hora do jantar? Minhas máscaras estão todas lavadas, dependuradas, secas? Ainda resta um pouquinho de Lysoform spray no tubo? Tenho sabão de coco para lavar todas as frutas e legumes que vão chegar do supermercado? Astra Zenica, Coronavac, Jansen, Sputinik, qual será a minha vacina? Minha filha vai voltar a dar aula no Equipe segunda-feira que vem? Vamos ter impeachment ou não vamos? Quando vou voltar a Paris, entrar numa livraria e comprar o livro novo de Erri De Luca? Voltarei a Barcelona para passar uma tarde na Altaïr viajando pelo mundo? Tomarei um dia novamente um suco de romã nas ruelas de Istambul? Será que um dia vou ver de novo o Rio de Janeiro e as pessoas que lá deixei? O IMS vai abrir que dia? Quando vou pegar o Vila Iório para dar uma volta por São Paulo? Um dia voltarei ao St. Marche para comprar uma latinha de Natu? Que dia minha filha vai trazer a Jacobin número 2 pra mim? Quando os telejornais vão parar de mostrar aquelas imagens de vidrinhos de vacina aflitos nas esteiras? Que dia não veremos mais aquelas imagens desfocadas de UTI? Pergunto tudo isso e ainda não sai da cama, ainda não enfiei os pés nas Havaianas. 

Um comentário em “PERGUNTANDO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s