O SOL DE SEGUNDA-FEIRA DE CARNAVAL

É tudo que o presidente Bolsonaro quer

Educação em último lugar

Menem deu o pontapé inicial a uma crise que a Argentina nunca saiu dela

Na verdade, o país inteiro está dando prejuízo

Não são poucos os idiotas e negacionistas neste nosso país

O fim da expressão lá na firma

A administração de um país vai se dividindo

Trata-se de um  governo  que acredita que a fome dá pra esperar

Na foto em destaque na primeira página, o sonho de um carnaval

Na capa do suplemento Na Quarentena, os 80 anos de Sergio Mendes

Problemas à vista!

Está chegando ao fim o campeonato sem público

Não é incrível?

O BBB na capa da revista Época e a vacina russa é o assunto de capa da IstoÉ

A revista Exame, desde que deixou a Editora Abril, tem produzido umas capas pop, fora do padrão pasteurizado da Abril Despedaçada

Gal, 75 anos, na capa da Vogue especial é um luxo só

A morte do ex-presidente Carlos Menem nas primeiras páginas dos jornais argentinos

O presidente da Tanzânia, uma espécie de Trump, uma espécie de Bolsonaro africano, sugere ao povo um banho de vapor para curar a Covid

A pandemia e o trabalho, na capa da New Scientist da semana

Na capa da portuguesa Visão, os mistérios do olfato, uma das consequências da Covid. Na alemã Der Spiegel, o medo que os homens têm das mulheres poderosas. E na capa do suplemento Robinson, do jornal italiano La República, que tal fugir da Terra?

A bela capa dupla da Ilustrada + Ilustríssima, em homenagem aos 90 anos de Augusto de Campos

Um poema de Augusto de Campos na primeira página da Folha de S.Paulo de domingo

Lembrando que The Lancet não é comunista, é uma das mais importantes revistas científicas do mundo

Em breve, no Estadão: Bolsonaro, como Lula, pisca os olhos

No UOL, um título típico de um plantão de carnaval na redação

No mesmo UOL, mais um título de plantão de carnaval

Na manchete do Le Monde do fim de semana, a vacina Sputnik V é chamada de mal-amada

O Sol desistiu de assistir o Fantástico na noite de ontem, no primeiro minuto, quando anunciou o primeiro assunto: Carnaval virtual! E pediu que os telespectadores enviassem vídeos da folia em casa. Ninguém merece essa ideia de pauta numa noite de domingo.

Maria Bethânia começou a sua live mostrando a que veio: “Quero vacina, respeito, verdade e misericórdia”. A cantora baiana mostrou que é dona de si, recitando poesias fortes e atuais, cantando Chico César, Chico Buarque, Caetano, Gonzaguinha, Paulo Vanzolini… tudo muito pensado, tudo muito atual, tudo muito político. O ponto alto foi a canção 2 de Junho, de Adriana Calcanhoto, uma homenagem ao menino Miguel, que caiu do nono andar no Recife enquanto sua mãe, Mirtes, empregada doméstica, passeava com os cachorros da patroa. Nota 1000, Bethânia!

As pautas da revista digital Gama são sempre muito boas: esta semana, como começar? Para ler, basta acessar gamarevista.com.br

Nestes tempos de pandemia, da janela lateral do quarto de dormir vejo uma moça estática, olhando lá fora, como eu. Braços cruzados, máscara no rosto, de tempos em tempos ela aparece ali para ver o movimento da rua. Movimento dos automóveis,…

PARA CONTINUAR LENDO:

cartacapital.com.br/acessar opinião

A Capa é um jornal que só tem capa

 

 

 

 

 

Um comentário em “O SOL DE SEGUNDA-FEIRA DE CARNAVAL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s