O SOL DE SEGUNDA-FEIRA

Mais uma vez, vimos as mulheres sendo prejudicadas. É aquela velha história que se repete: sobrou pra mim!

Três pequenas chamadas na primeira página que revelam claramente a incompetência do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

Elza Soares, uma grande personagem da nossa música popular brasileira, mostra a cara do Brasil

Na foto em destaque na primeira página, a cantora de 90 anos de idade, atual e atuante

A euforia dos jogadores palmeirenses e a tristeza de pensar que não havia ninguém nas arquibancadas para comemorar a conquista da Copa do Brasil

Uma boa reportagem mostra que as mulheres estão perdendo terrenos conquistados

O vexame brasileiro en Israel. A delegação deixou o Brasil sem máscaras, mas chegou em Israel e tiveram que colocar

É o Brasil dando mau exemplo para o mundo

Na foto em destaque na primeira página, mulheres unidas procuram não serem vencidas

Resumindo: um ano depois, cada dia pior

Na verdade, deveria lançar ao espaço

Na foto em destaque na primeira página, Aída dos Santos, a primeira mulher a disputar uma final  olímpica

O papa Francisco volta pra casa, depois de uma viagem histórica ao Iraque

Excepcional o artigo assinado pelo médico Drauzio Varela. Assunto de capa da revista Época

Erika Hilton, a primeira mulher negra e trans na Câmara Municipal paulistana, campeã de votos nas eleições de 2020, é a capa da revista mensal Cult

O Sol sempre recomenda a leitura da Piauí. A ilustração da capa é de Pomb.

Na revista M, a revista do Le Monde, uma matéria mostra como o New York Times, um dos jornais mais importantes do mundo, enfrentou a insanidade de um presidente chamado Donald Trump

Il Venerdì, a revista do fim de semana do jornal italiano La Repubblica, abre as comemorações dos 200 anos de nascimento do poeta francês Charles Baudelaire.

L’Oeil, revista mensal francesa de arte, revela 21 grandes artistas italianos

Na capa do suplemento cultural do jornal espanhol El País, a importância da tradução

Duas estréias: Se Joga, na Globo e Dani-se, no GNT. Vamos esperar o segundo programa, quando alguns acertos são feitos. O Sol não gostou de nenhum dos dois. O Se Joga, depois do fracasso do programa diário, foi relançado como semanal. Foi beber nas águas do Vídeo Show, programa que acabou saindo do ar por desgaste. E o Dani-se faltou o principal para um programa de humor: graça. Ficou a impressão de que aquilo era um programa piloto que ficou pronto e a direção falou: Dani-se, vai assim mesmo pro ar!

Quem perdeu na noite de ontem, Caetano Veloso falando do seu exílio e das canções que fez em Londres, vale a pena ver de novo. Entrevistado pelo poeta Felipe Franco Munhoz, Caetano falou de suas lembranças, tocou violão (coisa rara) e mostrou que está afiado no inglês. Basta procurar por Caetano no site da Cultura Inglesa. O vídeo estará lá até o dia 28 de março.

Mulheres, assunto da semana da revista digital Gama. Para ler, acesse gamarevista.

Logo ele, leonino, tão vaidoso e organizado. Desde aquele vinte e dois de fevereiro de dois mil e vinte, sua casa começou a virar uma zona. Desde que a faxineira mandou um zap dizendo que ia ficar em casa com medo do corona, as cápsulas estão transbordando na máquina de Nespresso, xícaras e pires foram quebrando e a mesa do café nunca mais foi a mesma.

PARA CONTINUAR LENDO:

https://www.cartacapital.com.br/opiniao/e-a-casa-virou-uma-zona-federal/.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s