MOSTRE A SUA CARA!

Aconteceu no início dos anos 1990, quando o governo de Fernando Collor, o “caçador de marajás”, começou a dar errado. Seus eleitores, a maioria dos brasileiros, simplesmente desapareceram do mapa. No auge da crise era a coisa mais difícil, encontrar um eleitor que tivesse votado naquele que prometeu acabar com a corrupção no Brasil. O mesmo começa a acontecer agora, em 2019, com aqueles que elegeram o candidato da extrema-direita. Os eleitores de Jair Bolsonaro, inflamados no final do ano passado, no período das eleições, começaram a colocar seus rabos entre as pernas e adotar a política do avestruz. Aqueles que postavam, nas redes sociais, elogios ao tal “mito” de cinco em cinco minutos, agora postam fotos de gatinhos e pensamentos em volta de rosas, uma vez por dia. É claro que ainda existe aqueles truculentos que continuam acreditando num governo que diz, não diz, mente, desmente, fala e disse que não falou. Esses eleitores precisam se posicionar. Reconhecer o erro ou continuar com seus argumentos, defendendo o capitão, que todos nós já sabemos, não tem a menor capacidade para conduzir um país.

[AV]

FOI RUIM

Na edição do Le Monde, que começou a circular agora à tarde na França, uma reportagem de página inteira, mostra como foi a primeira semana do novo presidente brasileiro, de extrema-direita. Ataque aos direitos indígenas e à comunidade LGBT e um presidente hesitante e sem consistência na questão econômica. Enfim, começamos mal.

[foto Reprodução]