MEUS LIVROS

Captura de Tela 2016-05-28 às 16.53.49MIL TONS, O MEU MILLÔR (e-galáxia, 2016)

Uma biografia muito particular de Millôr Fernandes, um dos maiores artistas do nosso tempo. Um passeio pela vida do cartunista, jornalista, tradutor, autor, artista plástico, diretor, pensador e muito mais. Um dia, Millôr disse que iria escrever sua autobiografia, só não tinha decidido ainda se ele morreria no final.

 

 

 

61wTYnZFlkL

A ALMA DO NEGÓCIO (Editora Globo, 2014)
O livro ‘A alma do negócio – como eram as propagandas nos anos 50, 60 e 70’, nos leva de volta a uma época pré-tecnológica quando ainda não existiam os computadores e os celulares. Na impressionante coleção de livros, discos e revistas que possui, Villas garimpou as raridades que compõem este livro.

COMPRAR

 

 

61732869

THE BOOK IS ON THE TABLET (e-galáxia, 2013)

As crônicas de Alberto Villas, originalmente publicadas no site da Carta Capital e agora reunidas neste e-book com o nome sugestivo de The book is on the tablet, poderiam ser imaginadas assim: páginas amareladas de um jornal, espécie de catálogo com o nome dos mortos.

COMPRAR E-BOOK

 

 

dicionario

PEQUENO DICIONÁRIO BRASILEIRO DA LÍNGUA MORTA (Editora Globo, 2012)

Alberto Villas procurou reunir em ‘Pequeno dicionário brasileiro da língua morta’ palavras que considera hilárias e curiosas que caíram em desuso. Na obra, é possível descobrir que café com leite tinha três significados, por exemplo. O jornalista busca mostrar como a língua portuguesa tem um rico vocabulário e sofre mutações ininterruptamente.

COMPRAR  / E-BOOK

 

 

tempo

ONDE FOI PARAR NOSSO TEMPO? (Editora Globo, 2010)

Brasil, anos 60 e 70. Na época, o achocolatado em pó demorava muito para desempelotar no leite, e as massas de bolo (que não era comprado pronto) precisavam ficar um tempo descansando. Lata de azeite só se abria com um preguinho, e as fraldas de pano precisavam ser lavadas. Essas são algumas das 50 situações que estão no livro ‘Onde foi parar nosso tempo?’ do jornalista Alberto Villas.

COMPRAR / E-BOOK

 

 

admiravel

ADMIRÁVEL MUNDO VELHO (Editora Globo, 2009)

‘Admirável mundo velho’ é um livro de histórias e ‘causos’ de personagens que, devido a alguma situação cotidiana utilizaram expressões como ‘tô frito’, ‘ele tem um parafuso a menos’, ‘tomou um chá de cadeira’ e outros. O autor narra de maneira divertida às circunstâncias em que as expressões foram utilizadas.

COMPRAR

 

 

livro13_capa-100x155CARMO (Editora Conceito, 2007)

‘Carmo’ conta histórias do bairro de Belo Horizonte onde Alberto Villas nasceu, em 1950. Leia um trecho: “Enquanto algumas donas-de-casa reclamavam do barulho das máquinas, da algazarra dos peões e da poeira vermelha que se levantava, a meninada corria para o local da grande obra porque queria ver as primeiras terraplanagens, aqueles caminhões enormes trazendo areia, cimento, cal e pedra, a máquina de asfaltar soltando um cheiro forte de piche e aquelas jamantas que depositam em vários pontos manilhas feitas de concreto e pedra. Estava nascendo a Br-3!”

COMPRAR

 

 

parisAFINAL, O QUE VIEMOS FAZER EM PARIS? (Editora Globo, 2007)

‘Afinal, o que viemos fazer em Paris?’ conta a história de um jovem jornalista que, em 1972, quando o Brasil vivia a pior fase da ditadura militar, foi para Paris para fugir da atmosfera que havia se tornado irrespirável. ‘Afinal, o que viemos fazer em Paris?’, conta as memórias desse exílio voluntário na capital francesa.

COMPRAR

 

 

mundoacabouO MUNDO ACABOU (Editora Globo, 2006)

Livro de memórias do jornalista Alberto Villas, retrata a infância e a juventude do autor em um Brasil mais inocente e cordial. Deixando de lado uma cronologia rígida, a obra é dividida em pequenos textos, esquetes com lembranças que se prestam a uma aproximação afetiva com os personagens e histórias da época.

COMPRAR

9 comentários sobre “MEUS LIVROS

  1. Tenho todos – lidos, relidos, trelidos e presenteados – mas como faço para comprar os dois primeiros (últimos, + recentes) – o book no tablet e o dicionario, mas em papel, dinossaura arcaica que sou, mas AINDA NÃO obsoleta?
    Compliments pelo blog – agora é que não faço mais o meu. Mas se vc quiser mais coisas para o MEMÓRIA, vem buscar aqui a papelada, jornalada, revistada que te ofereci… completando ‘aquela’ Realidade. Retratos da nossa realidade.

  2. Villas, por favor, manda fazer uma nova edição de seu excelente livro O MUNDO ACABOU.
    Está esgotado e há milhares de leitores que gostariam de adquirir o livro.
    Em frente,
    Abs.
    Gerson I. Köhler – Curitiba

  3. Monika Stary

    Prezado escritor Alberto Villas!
    Uma leitura verdadeiramente prazerosa de “O mundo acabou!” Para reler, relembrar, reviver.
    Venho aqui puxar à memória a cena do “ovo de madeira para cerzir meias” : vejo nitidamente minha mãe nesse minucioso trabalho manual e tomo a liberdade de fazer um reparo: minha mãe enfiava na meia o ovo, ao contrário da Sindalva que “abria a caixa de madeira, escolhia a cor perfeita e enfiava a meia no ovo de madeira.” Valeu?
    Abraço!
    Monika Stary

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s