NIRLANDO

Sem palavras para exprimir tristeza e admiração, faço uma homenagem ao querido Nirlando Beirão, que nos deixou no último dia de um abril despedaçado. Éramos felizes no Caderno 2 e sabíamos.

[1986]