O SOL DO FIM DE SEMANA

Um país à beira do abismo

Fica a impressão de que o país está anestesiado

Na foto em destaque na primeira página, nenhum marciano à vista

Está cada dia mais longe aquela frase… quando tudo isso passar!

Não fica a impressão de que o mundo está caminhando para o fim?

Vacinação com charme? Oi!

E o Sol reconhece, não é de hoje, a incompetência de Pazuello

Enquanto Lira não vê motivos para impeachment

Vão apenas esperar a poeira baixar

Na foto em destaque na primeira página, uma vez Flamengo, sempre Flamengo

Na capa da Carta Capital, o garoto-propaganda da cloroquina

Guedes subiu no telhado

A notícia merece muitas exclamações: !!!!!!!!

Na capa da Economist, o grande rolo no mundo da tecnologia

Na capa da revista semanal portuguesa de informação, a tecnologia como vingança

Na capa do Libération, a curiosa história dos detectores de pessoas tristes nas estações de ferro da França. São agentes do governo em busca de pessoas com dificuldades para enfrentar a vida.

O podcast Senhores Passageiros, apresentado pelo ex-mecânico de aviões, Lito Sousa, vale a pena ser conferido. Muito bem feito. Para quem gosta e para quem tem medo de viajar de avião.

PARA LER, acessar o site gamarevista.

Estamos relendo o livro histórico de Alfredo Sirkis (Os Carbonários) e lendo o livro em que ele relata o rumo que tomou sua vida. Sirkis morreu em julho do ano passado num acidente de automóvel. E faz muita falta.

Estamos ouvindo Now, do reggae man U-Roy, morto esta semana

Agora é oficial: no final de março, a centenária livraria Gilbert Jeune, em Paris, fecha suas portas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SOL DE QUINTA-FEIRA

Será que o presidente da República se lembra de ter dito, lá no início, que tratava-se de uma gripezinha?

O governador de São Paulo inventou uma nova expressão: Toque de Restrição

Alberto Benett na página A2

Na foto em destaque na primeira página, o retrato do Brasil

Não é fase amarela, laranja, vermelha ou preta. A fase agora é a pior

Preocupados com suas falcatruas, alguns deputados querem garantir que não serão presos

Na foto em destaque na primeira página, os olhares de medo, angústia e tensão em busca de uma vacina

No Caderno 2, destaque para Arrancados da Terra, o novo livro de Lira Neto

O número assustador de 250 mil mortes ocupa quase toda a primeira página

Djamila Ribeiro na capa da Forbes Brasil

A abertura lenta e gradual de Boris Johnson na capa da New Statesman

Como a Austrália está peitando o Facebook é o assunto de capa da Guardian Weekly

Na capa da italiana Mind, a revolução no trabalho nos tempos de pandemia

Sabemos que faz parte do jogo, faz parte do contrato, no day after, a eliminada do BBB amanhecer no programa Mais Você, de Ana Maria Braga. Eliminada na noite anterior com 99,17% dos votos, Karol Conká estava lá, poucas horas depois do massacre. Enquanto a apresentadora tomava o seu café da manhã em São Paulo, Karol estava ao lado da tela, no Rio de Janeiro, com uma cara tipo o que é que eu estou fazendo aqui? A primeira pergunta foi bem made in Ana Maria: Dormiu bem? Como se não bastasse, a entrevista foi toda pontuada com imagens e áudios dos grandes vexames de Karol dentro da casa. Ela piscava os olhos vagarosamente e teve um momento que disse tudo: Meu Deus! Estou aqui passando vergonha em rede nacional! Enfim, tudo pelo Ibope!

Quando a opinião do Sol não bate com a da colunista do Globo, Patricia Kogut

E Karol continuou sendo o assunto do programa seguinte, o Encontro. O programa foi pra rua colher opiniões do povo: Que conselho você daria para Karol Conká? Menos, né?

O Sol viu e gostou de Gal cantando Baby acompanhada de Tim Bernardes, no Conversa com Bial

NA FOLHA DE S.PAULO:

Em entrevista na TV247, o ex-presidente Lula recomendou aos brasileiros a leitura do livro Torto Arado, de Itamar Vieira Junior

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SOL DE QUARTA-FEIRA

História sem Fim

Não vai fazer falta nenhuma em Brasília

Agora só faltam as vacinas

Mundo cão na foto em destaque da primeira página

O fim de uma Geração

Só poderia ter sido pintado por um louco

Novela sem fim

Vai começar a grande liquidação de um país chamado Brasil

À noite todos os vírus são pardos

Não vai dar praia! Esta é a foto em destaque na primeira página.

Este processo parece mais uma brincadeira

Na foto em destaque na primeira página, uma história recorrente. Se você consultar uma coleção do Globo, vai encontrar este assunto de tempos em tempos na primeira página.

Não, não tem clima algum. Está indo tudo de vento em popa, Lira! Tudo nos conformes.

O acidente com Tiger Woods na primeira página do Wall Street Journal 

De repente, ver Trump na capa de uma revista parece revista velha. Não! Esta é a edição de março/abril da ótima Mother Jones.

Antigamente chamávamos de… Par de Vasos

 

 

 

 

 

 

O SOL DE TERÇA-FEIRA

Não são apenas os indicadores que estão derretendo, e sim o país como um todo

Isso significa que Jair Bolsonaro é ninguém

Quem vê a cidade pela janela, parece que nada está acontecendo

Tudo é possível neste país, até Luciano Huck flertar com a esquerda

Na foto em destaque na primeira página, o Dia das Muçulmanas

Foto enigmática, misteriosa, corajosa e verdadeira

O sonho acabou!

O presidente Bolsonara, nervosinho, toma atitudes sem medir as consequências

Na foto em destaque na primeira página fica a impressão de que Bolsonaro quer visitar o Acre antes que acabe

Lá vai o Brasil descendo a ladeira…

Que fase!

Um a zero!

A vida pessoal e polêmica de Wood Allen no centro das atenções

O jornal Le Monde coloca o Brasil na primeira página e faz uma reportagem de página inteira sobre um presidente da República que nega a vacina. Estarrecedora!

Perguntamos: quando teremos uma manchete assim aqui no Brasil? Alguém consegue enxergar uma luz no fim do túnel por aqui?

Enquanto a imprensa brasileira cala-se diante da África, o Le Monde publica diariamente grandes reportagens sobre a Covid no continente

Na capa do USA Today: 500 mil mortos nos Estados Unidos

Vimos e gostamos de ver Tereza Cristina no Roda Viva, na noite de segunda-feira. Histórico o final do programa, quando ela disse, antes de cantar 2 de Junho, música-homenagem ao menino Miguel, filho de uma faxineira, que caiu de um prédio de luxo em Recife: “Eu quero dedicar essa música a Lula, Boulos, Freixo e Flávio Dino! Nós precisamos nos unir para derrotar esse monstro!”

Procure o episódio sobre o futuro do Jornalismo. Vale a pena.

O Libération é ousado. Colocou na capa da edição de hoje, o fim da dupla Daft Punk.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O SOL DE SEGUNDA-FEIRA

O mundo inteiro querendo vacinar, enquanto o Brasil tem um presidente da República que não faz a menor questão

O candidato da esquerda obteve 32,7% dos votos e o da direita, 19,74

Já percebeu o governo Federal injeta o mínimo de dinheiro possível em tudo que ele não gosta?

Resumindo: Casa da Mãe Joana

Os militares são historicamente contra privatizações. Resumindo: Bolsonaro pode ter entrado numa fria ao indicar um general pro comando da Petrobras.

Detalhe: prevê!

Na foto em destaque na primeira página, uma São Paulo menos cinza

Quando o governo federal não funciona, ações particulares tentam salvar a floresta. Veja o clipe de Gilberto Gil no final desta edição.

 

Resumindo: encrenca!

Daniel Silveira e Flordelis são flores que não se cheiram

Na foto em destaque na primeira página, Gabigol na hora do gol que colocou o Flamengo em primeiro lugar no Brasileirão

Por aqui, continuamos com uma média diária de mil mortos

Enquanto a elite sai da capital para o interior (capa da revista Época), o presidente da República curte a vida adoidado (capa da IstoÉ)

A revista Placar, lançada pela Editora Abril em 1970, ano glorioso do tri-campeonato mundial, já passou por inúmeras fases. Hoje, ela deixou de ser aquela revista semanal de informação esportiva dos anos 1970, para ser uma publicação mensal e inteligente. Cada número é um banho de informação e bons textos.  A edição que está nas bancas prova isso. Um trabalho minucioso para chegar a exalação da melhor seleção brasileira de todos os tempos.

Na primeira página do New York Times, cada pontinho representa uma morte, uma perda, uma vida que se foi, vítima da Covid

Bill Gates na capa da revista do jornal El País, alertando para as mudanças climáticas

Pela primeira vez na história, um restaurante vegano ganha estrela do Guia Michelin. Trata-se do restaurante ONA, na região de Gironde, na França.

Na capa da alemã Der Spiegel, a preocupação com a natureza e a alimentação do mundo nesses tempos de pandemia

Na capa da Il Venerdì, a revista do jornal La Repubblica, o novo desenho animado da Pixar, que se passa em Cinque Terre, um dos lugares mais lindos do mundo.

Seis minutos e 50 segundos é uma eternidade em televisão. E foram seis minutos e 50 segundos que o Jornal Nacional usou para homenagear os 100 anos da Folha de S.Paulo, na edição de sexta-feira (19). É um acontecimento raro na imprensa brasileira, um órgão de imprensa homenagear o concorrente. O jornal O Globo, também na edição de sexta, publicou matéria sobre o centenário, além de um anúncio de página inteira na Folha, dando os parabéns. A matéria do JN foi completa e inclusive citou que o jornal paulista (como o Globo), apoiou o golpe militar em 1964. É a imprensa brasileira se unindo contra um presidente da República que odeia jornais, revistas e telejornais. E livros.

PARA OUVIR:

https://www.quatrocincoum.com.br/br/podcasts/repertorio-451-mhz/tom-ze-tropicalista-no-ultimo

Sim, o Sol gostou do título da matéria da seção Paladar, do Estadão, com receitas de goiaba

Tudo começou a dar errado logo no primeiro dia do ano de dois mil e dezenove, quando aqueles cavalos, revoltados, empinaram na Praça dos Três Poderes. Assustados, fizeram cocô ali mesmo no asfalto, espalhando um mau cheiro pela Esplanada dos Ministérios.

PARA CONTINUAR LENDO:

https://www.cartacapital.com.br/opiniao/cronica-por-enquanto-tudo-vai-dando-errado/.

(para acessar, retire este ponto final do link)

Gil entra na luta pelo reflorestamento do país. Ouça!

 

 

O SOL DE QUINTA-FEIRA

A prisão de um tal Daniel o que? ganha as manchetes dos três principais jornais do país

Esqueceram de noticiar a prisão do cantor Belo na primeira página

Sem perder a truculência jamais!

Lição que aprendemos no curso de Jornalismo: quando não cabe no título a palavra Ministério da Saúde, colocamos Pasta. Fica meio esquisito, não é mesmo?

Todos os moradores de Serrana, no estado de São Paulo, serão vacinados, até mesmo debaixo d’água

Foi um vexame para o deputado, maior que aquele 7 a 1

O que o brasileiro não faz para dar um jeitinho?

Parem de fazer bagunça!

O sucesso do meu amigo Charlie Brown chega a AppleTV

11 a 0 em poucos minutos de jogo e nem precisou de VAR

Tudo neste governo é mais ou menos

Finalmente alguém lembrou do cantor Belo

In Fux…

Quem?

Apenas a imprensa alternativa toca no assunto

A guerra contra a verdade na capa da inglesa New Statesman

O fascínio por Marte na capa da National Geographic americana

A revolução do genoma na capa da Nature

PARA LER, basta acessar o site da revista Piauí

Ler no Monde a iminente falência da Livraria Gilbert Jeune é de cortar o coração de toda uma geração

Vale quanto pesa!

 

 

 

 

O SOL DE TERÇA-FEIRA

Perguntamos: Pazuello vai ser responsabilizado?

O Governo Federal não gosta do Doria, não gosta de vacina, não gosta do STF e por ai vai

Na foto em destaque na primeira página, o carnaval mais triste da história

 

Em outra foto na primeira página, a volta às aulas mais triste da história

De tempos em tempos, o jornal parece que rouba a manchete do Valor Econômico

Se gritar pega ladrão…

O coronavírus não dá trégua

Perguntamos ao comerciante que colocou a placa na vitrine: quantas mortes um lockdown pode evitar?

Falhas nas leis dificultam muita coisa neste país

Pode ser a gota d’água

É tiro pra tudo quanto é lado

Chico Caruso, na primeira página

Como pode, a essa altura do campeonato, alguém querer colocar – literalmente – o bloco na rua?

O Haiti não tem sossego

A primeira foto de Marte enviada pela sonda dos Emirados Árabes,  na capa do jornal The National

O golpe e os protestos na Birmânia, na manchete principal do Le Monde

Os portugueses saindinhos é o assunto de capa da Time Out Portugal

A entrevista com o escritor Itamar Vieira Junior, na noite de ontem, no centro da Roda Viva, da TV Cultura, foi boa? Foi, no sentido de o país poder conhecer um pouco melhor, ouvir a voz do autor de Torto Arado, o livro mais festejado dos últimos tempos. Itamar revelou-se, no primeiro livro, ser um escritor feito, adulto, incrível mesmo. Mas, no fundo no fundo, a entrevista deixou a desejar. Entrevistadores muitas vezes patinaram em perguntas cujas respostas eram sempre as mesmas, e não podia ser diferente. Itamar respondeu com calma cada pergunta, como um comentarista. Itamar foi seguro, didático, perfeito. O Sol sentiu que faltou alguma coisa, talvez uma pergunta menos comportada, menos cautelosa? Talvez. 

PARA LER, basta acessar o site da revista Piauí