O SOL DE QUARTA-FEIRA

É o fim da picada!

O Brasil tem um presidente da República que demora mais de um mês para dar os parabéns a um presidente eleito democraticamente e reconhece, em segundos, um autoproclamado presidente como Juan Guaidó

Ô dó!

Na foto em destaque na primeira página, o retrato do desrespeito à pandemia. E olha que o vírus estava lá e visível.

Na capa da Ilustrada, Marcius Melhem tenta consertar a fria em que entrou

Bolsonaro fez o papel de bobo da corte

Quer saber de uma coisa? Foda-se!

Será que Aras tem convicção?

Onde está Wally?

Este ano não vai ser igual aquele que passou…

O que dizer da foto em destaque na primeira página?

A edição da olha desta quarta-feira publica um caderno – É hora de esfriar o planeta – que confunde o leitor. Com a assinatura de Estúdio Folha, cada página do suplemento é financiada por uma empresa. Isto é jornalismo? Publicidade? Matéria paga? Ou nenhuma das alternativas?

Um retrato do Brasil perdendo a memória

Novos tempos: o Papai-Noel do Submarino é preto

A primeira página do jornal chinês Gongren Ribao

Na primeira página do jornal italiano La Repubblica, o retrato da fome em Uganda. A imprensa brasileira praticamente ignora que existe um continente chamado África.

Vimos na New Yorker: It’s Now or Never!

A onda de demissões se espalha pelas redações no final de ano. É sempre assim. Ontem foi a vez da TV Bandeirantes e do jornal O Globo

O Sol já viu e vê diariamente muitos nomes esquisitos na televisão. Mas como o nome da repórter da Globo no Ceará, que apareceu ontem no Jornal Hoje, está difícil de aparecer um concorrente.

Você pode não acreditar, mas ontem o ex-jornalista Augusto Nunes estava na Jovem Pan atacando o editorial de domingo da Folha, que pede vacinação já, e defendendo o seu patrão, o Jair.

A temperatura na cidade onde o presidente da República reinaugurou um relógio